KAI MERILUOTO

Projetar a capacidade de afirmação dos maiores talentos da Veikkausliiga em patamares superiores não tem sido tarefa fácil. Lauri Ala-Myllymäki regressou a casa aos 25 anos após três perdidos em Itália; Naatan Skyttä tarda em afirmar-se por Toulouse; Lucas Lingman pouco acrescentou em Helsingborg; Albion Ademi fez ainda pior no Djurgården; Ilmari Niskanen nem na terceira divisão alemã ou por Dundee se afirmou e Onni Valakari segue na obscuridade cipriota… Os exemplos são vários. Evidenciar-se na Veikkausliiga e confirmar o potencial em patamares mais elevados ou, pelo menos, noutro contexto, tem sido um problema para os jovens talentos finlandeses. Casper Terho é uma esperança.

Kai Meriluoto é um dos principais candidatos a inverter essa tendência, mas depois de um início de temporada arrasador em Tampere ao serviço do Ilves, o jovem de ascendência japonesa arrefeceu. Já internacional AA pela Finlândia aos 20 anos, Meriluoto procura afirmar-se no HJK após uma temporada em que apontou dez golos em 25 jogos. Seis deles, nas primeiras nove jornadas da temporada. Ao período de seca que se seguiu, porém, Meriluoto respondeu com três golos em cinco jogos durante o play-off final da temporada e esse registo abre expetativas para o que possa ser a temporada 2023 do jovem atacante.

Internacional entre os U16 e os U20 da Finlândia, Meriluoto leva já algumas temporadas de grande destaque na terceira e segunda divisão finlandesa e o seu crescimento tem sido impressionante. Na primeira grande oportunidade da carreira não defraudou expetativas e em 29 jogos pelo Ilves, entre Taça da Liga e Liiga, somou doze golos e duas assistências, tendo mesmo marcado em três jornadas consecutivas na Veikasuliiga. Particularmente impressionante em Meriluoto é a sua versatilidade mostrando capacidade para jogar, e mais do que isso, impactar, seja como avançado centro, extremo em qualquer um dos corredores, ou até no apoio a um avançado mais posicional. Meriluoto é uma ameaça múltipla, um avançado móvel, versátil e dinâmico, que vai revelando uma relação especial com o golo. Algo que não é de agora, diga-se, já que o formando do HJK somou 31 golos em 56 jogos pela equipa secundária do gigante de Helsínquia. Agora, é a vez de o fazer pela equipa principal do campeão finlandês.

, , ,

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *