HÁKON HARALDSSON

Hákon Haraldsson é um fenómeno. Aos 19 anos é já uma peça central na principal equipa do FC Kobenhavn e após um 2022 de sonho terminou mesmo o ano sendo eleito como o melhor jogador islandês da atualidade. Não podia ter sido de outra forma. Na sua primeira temporada completa ao serviço dos Leões de Copenhaga, Haraldsson sagrou-se campeão tendo sido mesmo decisivo com golos importantes na recta final da mesma. Foi também determinante na campanha europeia do emblema da capital dinamarquesa marcando, por exemplo, em Dortmund – tornando-se somente no quarto islandês a marcar na grande competição de clubes europeus – e 2022 foi também o ano em que Haraldsson se estreou pela seleção principal da Islândia. É à sua volta que girará o (risonho) futuro do futebol do país insular.

Em 2022 a Islândia precisava de uma boa história futebolística para afastar as densas nuvens negras que se reuniram à volta da sua seleção e encontraram-na em Hákon Haraldsson. Contra tudo o que se seria de esperar, desafiando a lógica, hoje, um dos jovens mais talentosos do futebol europeu é islandês e, aos 19 anos, Haraldsson promete mesmo poder vir a roubar o trono histórico de Eidur Gudjohnsen. Contratado pelo Copenhaga, no verão de 2019, ao ÍA, por quem se estreou aos 16 anos, Haraldsson leva hoje quarenta jogos pela primeira equipa do emblema dinamarquês e influência direta em onze golos. Pelos U19 do FCK foram dez golos e oito assistências em 32 encontros.

A relação de Haraldsson com o golo é impressionante, seja criando-os, seja marcando-os. Não surpreende que se fale já de uma possível transferência a rondar os vinte milhões de euros e do interesse do grupo RB no seu concurso. Incrivelmente versátil, Haraldsson é a verdadeira definição de jogador utilitário, mas ao contrário do que até agora conhecíamos da mesma, com um reportório técnico e capacidade de impacto no jogo pouco vistas. Haraldsson é um fenómeno. Não é bom em apenas uma posição ou função. Seja como avançado, segundo avançado, extremo ou oito; na ala ou no corredor central, Hákon Haraldsson marca a diferença. Um talento incrível.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *