GUSTAV ISAKSEN

Há muito uma das grandes promessas do futebol dinamarquês, Gustav Isaksen é cada vez mais uma das figuras da Superligaen e a saída de Anders Dreyer para o Anderlecht torna a posição do jovem canhoto no onze de Albert Capellas intocável. Sem Dreyer no clube de Herning, Isaksen deixa de ter de contar tanto para o corredor esquerdo de forma a acomodar o antigo jogador do Brighton/Rubin Kazan tendo por isso caminho aberto à explosão. Sem Dreyer, Isaksen tem a sua melhor posição e função só para si algo que não acontecia até então e que de alguma forma pareceu limitar o seu desenvolvimento. Apesar de todo o talento que lhe é reconhecido fica a ideia de que o jovem internacional dinamarquês ainda não teve a sua verdadeira época de explosão e isso tem tanto de intrigante como de entusiasmante. Só em 27 jogos esta temporada, Isaksen já igualou os melhores registos goleadores da carreira e é claro que o extremo de 21 anos tem ainda muito para dar. A segunda metade da temporada tem tudo para ser explosiva.

Canhoto a jogar pela direita, Isaksen é um extremo irrequieto e desconcertante, mais de definição do que de criação. Veloz, ágil e explosivo, é devastador nas curtas diagonais que faz para o centro do terreno seguidas de forte remate. Com tendência para o espetacular, parece mais fácil ver Isaksen apontar golos de levantar o estádio não sendo tão eficaz quando tem tempo e espaço para decidir, nomeadamente em situações de um para um com o guardião contrário. Melhorando a capacidade de finalização, Isaksen subirá outro patamar, sendo já um dos maiores desequilibradores em toda a Escandinávia. Um extremo abre latas, com uma capacidade de drible imparável e grande facilidade para sair a jogar de espaços curtos e dentro do apertado bloco defensivo adversário.

Internacional jovem por todos os escalões do futebol dinamarquês e encontros disputados em todas as competições europeias, Gustav Isaksen é um jogador experiente como poucos o são aos 21 anos. Mais do que isso, o jovem extremo do FC Midtjylland é mesmo um dos jogadores mais entusiasmantes a alinhar ainda no seu país e ainda que o seu skillset não seja o mais completo (é algo unidimensional e depende quase exclusivamente do pé esquerdo, qual Riyad Mahrez) é devastador nos seus pontos mais fortes. A verdade é só uma: não há muitos desequilibradores como Isaksen.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *